Remittance Prices Worldwide

MAKING MARKETS MORE TRANSPARENT

Metodologia

Em qualquer mercado, a transparência e divulgação de informações são elementos importantes, porque permitem aos indivíduos tomar decisões fundamentadas sobre que serviços utilizar e também ajudam a tornar mais eficiente o mercado como um todo. No mercado de remessas, de modo especial, o custo total talvez nem sempre seja claro aos clientes, uma vez que há diversas variáveis que o compõem: A taxa de transação, a taxa de câmbio aplicada, a margem finalmente cobrada e a rapidez do serviço, entre outras.

Em princípio, todos esses elementos devem ser captados na informação ao consumidor; na prática, isso nem sempre acontece. Portanto, a combinação de todos esses elementos para calcular o serviço mais barato de forma comparável é difícil para a maior parte dos consumidores remetentes. Além disso, é difícil medir melhorias nos mercados de remessa, uma vez que há escassez de dados sobre o custo e a eficiência. Por esta razão, o Banco Mundial publicou este website que reporta dados sobre preços comparáveis de remessas e condições de serviço.

Atualmente, o banco de dados abrange 300 “corredores de países“ no mundo inteiro. Os corredores estudados deslocam-se de 35 principais países remetentes a 99 países destinatários. Na maioria dos casos, os dados foram captados do principal local/área de envio do corredor em questão para a capital ou a cidade mais populosa do mercado receptor.

Coleta de dados

Os dados foram coletados passando por clientes e contatando cada uma das firmas de cada corredor. Os pesquisadores recolheram dados em cada corredor no mesmo dia, a fim de controlar as flutuações das taxas de câmbio e outras mudanças nas estruturas das taxas. Cumpre notar que os dados deste banco de dados se destinam a servir como instantâneo de um momento no tempo e que o preço pode variar com o passar do tempo.

Figuram a seguir mais detalhes sobre a metodologia utilizada para a coleta de dados:

  • Os dados de firmas foram coletados de 8 a 10 importantes prestadores de serviços em cada corredor, incluindo tanto o principal Operador de Transferência de Dinheiro (MTO) como os bancos ativos no mercado. Em alguns mercados operam poucos bancos ou MTOs. Nesses casos, a amostra poderá incluir mais MTOs do que bancos ou vice-versa. Nos corredores em que há poucos participantes do mercado, procurou-se fazer um levantamento do maior número possível de provedores. As empresas pesquisadas em cada segmento foram selecionadas para cobrir a máxima parcela de mercados de remessas possível.
     
  • Montantes: No banco de dados original foram pesquisados dois montantes por corredor: o equivalente a US$ 200 em moeda nacional e o equivalente em moeda nacional a US$ 500. Na informação coligida no primeiro trimestre de 2009, os montantes originais em moeda nacional foram mantidos para fins de comparabilidade; portanto, alguns montantes em moeda nacional podem ser diferentes dos referenciais de US$ 200 e US$ 500 devido a flutuações da moeda. No terceiro trimestre de 2009, os montantes equivalentes em moeda nacional a US$ 200 e US$ 500 foram ajustados a fim de refletir as flutuações da taxa de câmbio. Como resultado, o envio de montantes em moeda nacional talvez seja diferente dos pesquisados em iterações anteriores.
     
  • Taxa de transferência: Este é o componente mais visível do custo e pode ser significativamente diferente entre os atores do mercado. Essa taxa geralmente representa o montante que o remetente paga no ponto de início e geralmente varia de acordo com a quantia remetida, dentro de certas faixas. Em certos casos poderá haver impostos e taxas cobrados no ponto de destino não detectados no banco de dados.
     
  • Taxa de câmbio: Uma parcela importante do custo da remessa é o spread da taxa de câmbio, não cotado na taxa de transferência. Embora em alguns países as remessas sejam pagas em dólares dos Estados Unidos, a maioria das transações de remessas são pagas na moeda nacional e, portanto, requer-se uma operação de câmbio. Neste banco de dados, no qual as remessas são pagas em dólares ou no qual não foi fornecida a informação sobre a taxa de câmbio, tal informação talvez não esteja disponível. Em tais casos, os custos totais reais podem ser mais elevados do que os indicados no banco de dados.
     
  • Produto: O banco de dados cobre diferentes formas de transação. Para cada firma o tio de produto(s) oferecido(s) é anotado dentro das seguintes categorias: porta a porta, depósito a saque em dinheiro, conta a conta (mesmo banco), conta a conta (outro banco), conta a saque em dinheiro, depósito em dinheiro a conta, depósito em dinheiro a conta (mesmo banco), serviço de cartão de débito/crédito, serviço de cartão pré-pago, serviço em US$, serviço em moeda naciona (LCU) e serviço em euros.
     
  • Rapidez da transferência: A rapidez da transferência é o tempo necessário para que a remessa esteja disponibilizada ao destinatário. A rapidez da transferência é notada para cada produto. Desde o primeiro trimestre de 2009, a rapidez da transferência foi padronizada em categorias amplas: menos de uma hora, no mesmo dia, no dia seguinte, dois dias, de três a cinco dias e de seis dias ou mais.
     
  • Cobertura da rede: Desde o primeiro trimestre de 2009 o banco de dados também inclui, para cada empresa pesquisada, uma descrição da cobertura da rede no país de recebimento. Esta variável adicional complementa o quadro geral do preço e conveniência do serviço oferecido por cada Provedor de Serviços de Remessas (RSP). As seguintes categorias são usadas para descrever a cobertura do RSP: âmbito nacional, somente zona urbana, somente zona rural, cidade principal, cidades grandes.


Termo de isenção de responsabilidade:

Os dados sobre preços fornecidos neste banco de dados destinam-se a servir como instantâneo do custo das remessas sobre datas e hora específicas. Os custos reais podem variar. O Banco Mundial não proporciona nenhuma garantia, expressa ou implícita, a respeito da exatidão ou integridade dos dados fornecidos. Os dados e as informações aqui proporcionados não devem ser usados como substituto da informação sobre o preço real que os consumidores devem obter diretamente dos provedores de serviços.